sábado, 16 de novembro de 2013

O dia em que Malu foi para não voltar

Amigos do Projeto Malu, sem mimimi sobre como demorei para vir dar a notícia, não por falta de tempo, ou por não querer, ou sei lá o quê, venho hoje dizer que Maluzinha foi embora, no dia 18 de setembro de 2013. Eis o texto da página da Ama no Facebook.

Sim. Hoje, apesar do belo dia de sol, foi um dia triste.
Egoisticamente triste. Triste para nós, para a causa animal da sofrida Ama, tão conhecida e desconhecida ao mesmo tempo. A nossa mascote, tão simpatica quanto levada, deixou-nos.

E é triste, sim. Sei que muitos corações já choraram a notícia, mas nada foi mais triste que ver Belinha e Branca, as "companheiras" de canil de Malu, sozinhas, olhando através das grades, como a perguntarem: "E a pestinha da Malu, que horas volta?"
...
Malu não volta.
Sei que muita gente passou a reparar nos animais deficientes depois que viu Malu a primeira vez. Malu é para nunca esquecer, Malu é para reviver todos os dias nos corações das formiguinhas anônimas, que depositam comida e agua nas ruas, para os "cães de ninguém", para as formiguinhas que fazem, não esperam.

Malu é para renascer em nossos corações, todos os dias, pois era uma guerreira, uma gracinha, uma "pestinha", um amor. A simpatia em pessoa.

Hoje é um dia triste e estranhamente faz uma bela noite lá fora... Os protetores e amigos da causa animal chamam os peludinhos de estrelinha quando morrem.
O céu está tão lindo hoje. Hoje é o dia em que Maluzinha teve de volta os movimentos de suas patinhas. E ela deve estar feliz, deve estar bem, contente, apenas lamentando porque nós estamos chorando sua liberdade.

Perdoe-nos, Malu! Os seres humanos amam diferente! Amamos de forma torta... Mas amamos.
Para você, tão querida, tão amada Malu, o nosso sincero obrigada pelos mais de 5 anos de convivencia e estripulias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário